Pegue uma xícara, sirva-se e fique à vontade.

25 fevereiro 2009

Chopin

Preciso relatar isso...


O noturno de Chopin - nº2 opus 9 em Mi maior - a vidraça molhada e a chuva a contrastar com ”isso” aqui dentro.

Tenho a impressão de estar tão distante olhando tudo.

Pessoas conversando ao telefone, o boy na copiadora, todos muito ocupados com seus computadores.



Olha o progresso. Será que isso é viver plenamente?

Uns falam de Tchaikovisk, Bach, Beethoven e Mozart,-ossos do ofício- será que essas pessoas tem conhecimento, ou simplesmente repetem o que ouvem por aí?

Será que já ouviram alguma composição desses caras? Duvido!

Alguns trabalham em dias de concerto o que não quer dizer nada, trabalham.

Tudo se torna tão noturno, tão soturno.

Pessoas e gestos.

As falas são tão impessoais.

É tudo tão igual.

A música está acabando, melhor eu cuidar da minha tão impessoal vida.

Aí alguém me pergunta: “ você está conseguindo navegar?”


Postado: Num dia Musical.

Data: Musicalmente hoje.

3 comentários:

Flavio Moreira disse...

Monica: talvez não seja viver plenamente 'nisso', mas na companhia de Beethoven, Mozart, Chopin viver 'nisso' torna-se miraculsamente suportável. 'Isso' é só uma passagem, um meio, não um fim em si mesmo. E, lembre-se, você pode levar esses amigos musicais onde quer que você vá. Só isso já mereceria um sorriso de orelha a orelha. O que nos salva da morte cotidiana é a arte - nesse caso, a música, a boa música.

Fyllos ingenii largitor venter disse...

Ele é divino, assim como, Shumann.

Viva a eterna música, dança do espírito, voz da alma!!


Beijos!!!

Ser em construção disse...

Você já ouviu noturno?
Depois me fala...
beijos

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails